O que é ESG e qual a relação com a TI da sua empresa

A sigla ESG, embora mais lembrada pelas questões ambientais, também diz respeito às questões sociais e de governança. É provável que você já tenha ouvido sobre o assunto, mas você saberia definir o que é ESG e aplicar esses princípios ao seu negócio?

Após a pandemia da Covid-19, a preocupação relacionada aos três tópicos citados acima tornou-se ainda maior no contexto organizacional associada à busca pela resiliência em infraestrutura para os negócios.

Isso porque são inegáveis os impactos que uma empresa causa na sociedade em que se insere e nada mais justo do que mobilizar esforços para que eles sejam positivos.

Empreendedores de todas as áreas já compreenderam que, se não houver uma preocupação com a sustentabilidade, as próprias empresas também não conseguem se consolidar.

Por essas razões, empresas, governos e a sociedade como um todo estão empenhados na adoção de boas práticas ambientais, sociais e de governança.

Assim, a compreensão sobre o que é ESG passa pelo entendimento de que as práticas sustentáveis favorecem a comunidade como um todo, incluindo a própria empresa.

E se você acha que a área de TI não tem nada a ver com isso, este artigo vai fazer você mudar de ideia.

Nos próximos tópicos, além de compreender o que é ESG, você vai saber qual é a sua relação com a tecnologia e como aplicá-la à TI da sua empresa.

Continue a leitura!

O que é ESG?

Para entender o que é ESG é preciso passar pelos seus três pilares. A sigla diz respeito às palavras environment, social e governance, ou seja, ambiental, social e governança.

Essas três preocupações devem estar no cerne dos negócios que priorizam a sustentabilidade.

Muitas vezes, porém, ao pensar sobre o que é ESG, os gestores focam somente nas questões ambientais, que obviamente merecem muita atenção, mas não estão sozinhas quando a meta é desenvolver práticas sustentáveis.

Por conta do merecido destaque que as questões ambientais têm ganhado nos últimos anos, é mais fácil compreender o que o ESG abrange nesse primeiro pilar.

Os critérios ambientais buscam verificar como um negócio se posiciona junto aos desafios ambientais.

Alguns exemplos nesse contexto são:

  • Poluição;
  • Produção e descarte de resíduos;
  • Emissão de gases do efeito estufa;
  • Desmatamento;
  • Mudanças climáticas;
  • Entre outros fatores.

Já os critérios sociais estão ligados com a forma como a empresa trata as pessoas, considerando, por exemplo:

  • Igualdade de oportunidades;
  • Diversidade;
  • Condições de trabalho;
  • Saúde;
  • Segurança dos colaboradores;
  • Clientes;
  • Gestão do capital humano.

Por fim, os critérios relacionados à governança verificam aspectos como as práticas fiscais e a estratégia de longo prazo do negócio, bem como a remuneração dos executivos.

Também estão relacionados à governança os caminhos que a empresa segue para evitar problemas como fraudes, corrupção e suborno.

Nesse contexto, o ESG também tem a ver com a gestão de riscos da empresa, no sentido de gerenciar suas operações para evitar os impactos negativos.

Considerando as variáveis expostas acima, é possível inferir, ao buscar uma definição sobre o que é ESG, que o conceito diz respeito à probabilidade de uma empresa ter sucesso e oferecer retornos sólidos que gerem valor para clientes, colaboradores, fornecedores e para a sociedade em geral.

Sendo assim, em uma análise ESG devem ser consideradas também as tendências futuras e não apenas o que a empresa está fazendo na atualidade.

Sobre a relação entre ESG e TI 

Agora que você já sabe o que é ESG e compreende que o conceito aborda — mas não se restringe — às questões climáticas, é mais fácil a tarefa de entender sua associação com a TI.

Para começar, sustentabilidade e tecnologia são dois conceitos de fundamental importância na atualidade, sem os quais as empresas e a própria sociedade não conseguem manter suas atividades e propósitos.

Nesse sentido, a correlação é feita a partir do momento que a tecnologia se coloca como recurso a ser empregado para a promoção da sustentabilidade.

De certa forma, empresas de tecnologia tendem a ser mais conscientes a respeito das questões ambientais e sociais.

Dispondo de tecnologia de ponta, elas conseguem empregá-la em favor da sustentabilidade. 

Por outro lado, empresas que dependem da tecnologia, mas não atuam no setor tecnológico, tendem, por exemplo, a desperdiçar mais recursos, embora estejam também avançando em termos de sustentabilidade.

Nem sempre as ações que priorizam a sustentabilidade resultarão em processos mais baratos para as empresas e é por isso que ainda existe certa resistência ao ESG.

Porém, é preciso pensar em longo prazo e fazer a coisa certa para não comprometer a viabilidade do negócio futuramente. 

Isso sem falar nos aspectos relacionados à imagem da marca, já que os consumidores também estão valorizando cada vez mais o posicionamento quanto a questões ambientais e sociais.

Percebe-se, portanto, que a aplicação do conceito de ESG tem tudo para favorecer o seu relacionamento com o cliente.

Sendo assim, a associação entre TI e ESG consiste, por exemplo, na projeção, fabricação, uso e descarte de computadores, servidores e sistemas de maneira eficaz e responsável.

Assim, há uma minimização dos impactos no meio ambiente, o que justifica o surgimento da ideia de uma “TI verde”.

Outra ação relacionada à TI é a criação de melhores práticas de negócios com vistas à economia de energia, redução do lixo eletrônico e melhor gerenciamento de operações.

Observar e influenciar positivamente seus fornecedores e clientes também é um propósito das empresas que adotam a TI verde.

A Desk Manager e a Sustentabilidade

Um exemplo de iniciativa condizente com a proposta do ESG é a parceria da Desk Manager com o Instituto Empreeduca com o objetivo de criar oportunidades de formação e trabalho para jovens de baixa renda.

O projeto é liderado pelo Unicef e promove a formação de mão de obra qualificada para o mercado da tecnologia.

Participam do projeto jovens de baixa renda na faixa etária entre os 15 e os 25 anos, que contam com a qualificação profissional e a inserção no mercado de trabalho.

Esse tipo de investimento, que até o fim do ano vai chegar a R$ 100 mil, diz respeito à política ESG estabelecida no âmbito interno da Desk Manager.

A empresa assumiu a meta de qualificar mais de 100 jovens ao longo de 2023, que passarão por uma seleção baseada em seu perfil comportamental e receberão, além da formação, uma mentoria para o mercado de tecnologia.

O curso é dividido em duas etapas, sendo a primeira delas voltada para ensinamentos básicos de tecnologia com foco no atendimento, suporte e apoio administrativo.

Já a segunda etapa é um pouco mais longa e se dedica à capacitação na área de programação.

Também são apresentados aos alunos cursos de português, matemática, LinkedIn, RPG, liderança, conflito e resolução de problemas e simulação de atendimento.

Com essa iniciativa, a Desk Manager diminui a carência de profissionais no mercado de tecnologia e favorece a sociedade como um todo, numa priorização notável do desenvolvimento sustentável.

Como aplicar o ESG na TI da sua empresa?

Como vimos, a TI pode desempenhar um papel de destaque no ESG ao ser empregada com propósitos bem definidos de promoção da sustentabilidade.

E não é uma tarefa tão complicada para uma empresa aderir a práticas e iniciativas condizentes com as preocupações sociais, ambientais e de governança.

Vamos ver em seguida algumas ações que você pode colocar em prática na sua empresa.

  • Criar operações de TI mais centralizadas: é possível centralizar seu sistema de tecnologia sem grandes dificuldades e, a partir da virtualização de servidores, reduzir significativamente as pegadas de carbono;
  • Usar aplicativos mais eficientes: essa iniciativa evita que os servidores operem na capacidade máxima, reduzindo o consumo de energia, além de possibilitar um melhor gerenciamento das ineficiências;
  • Analisar cuidadosamente o ciclo de vida dos dispositivos de TI: o descarte inadequado de um hardware pode causar efeitos negativos que anulam seus esforços na aquisição de equipamentos mais eficientes em termos de energia, por exemplo. Sendo assim, conheça bem o ciclo de vida dos dispositivos utilizados e considere a possibilidade de reciclá-los ou torná-los úteis em um outro contexto;
  • Monitorar os resultados: verifique periodicamente os resultados dos esforços referentes às iniciativas da TI verde. Compare dados e métricas para promover um aprimoramento contínuo.

Após entender o que é ESG, para a promoção de boas práticas dentro da sua empresa, recomendamos também a leitura do artigo “Green IT: saiba o que é, como implementar e a sua importância”. Até o próximo conteúdo!

Compartilhe

Posts relacionados

Um Sistema Help Desk é útil para eliminar processos manuais em relação..
Se sua empresa está precisando de um sistema de help desk, não..

Mais lidos

Companhia amplia universo de usuários finais para reunir seus clientes numa mesma plataforma de gerenciamento...

Gestores dos mais diversos segmentos concordam sobre a grande importância do planejamento estratégico para alcançar..

O marketing de relacionamento é uma estratégia poderosa para empresas (tanto pequenas, como grandes) que..

Receba nossa newsletter

Tenha acesso a conteúdos de valor sobre atendimento, sucesso do cliente, tecnologia e muito mais.

Você está pronto para uma jornada de sucesso?

Peça uma demonstração gratuita e conheça a Desk Manager, uma plataforma que proporciona uma experiência completa com sistema help desk e service desk.
plugins premium WordPress